segunda-feira, 15 de maio de 2017

II

.


é do medo de esquecer seu rosto
que a poeira que cobre meu corpo
se espalha pelas paredes
em casas de areia e veias abertas de sal
e apesar do céu
o que vi diante do meu inteiro ser
ainda não pude dizer o nome

Nenhum comentário:

Postar um comentário